Translate

quinta-feira, 9 de outubro de 2008

ETIQUETA JAPONESA


O culto à natureza é muito adotado no Japão, assim na culinária típica japonesa os pratos são servidos e apresentados com extrema harmonia e sensibilidade, lembrando obras de arte.
Os samurais estabeleceram a ética de conduta por volta do século XVI. Com o passar do tempo estas regras se popularizaram.
No Brasil e em Belo Horizonte/MG, existe no momento uma grande quantidade de restaurantes nipônicos com pratos que desafiam nossa imaginação.
Seguem algumas regras de etiqueta utilizadas nesse enigmático universo:
· Ao servir pessoas com a mão direita, significa que se trata de um aliado, e a com a esquerda um inimigo.
· Os hashis que são palitos de mais ou menos 20cm, começaram a ser usados no ano de 2.500 antes de Cristo.
· A maneira de comer sushis e sashimis com o hashi é um hábito ocidental, o correto é comer com as mãos.
. Na maioria dos restaurantes encontramos a tolha aquecida à mesa que é usada para limparmos as mãos, sendo hábito de alguns japoneses limparem o rosto também.
· Evite balançar os palitos no ar.
· Evite espetar o alimento com o palito.
· Evite passar os alimentos de hashi para hashi de outra pessoa.
. Evite mergulhar os sushis no shoyu, o correto é apenas tocar levemente.
. No caso de sashimi deve ser colocado pouquíssimo wasabi, que é a pasta de raiz forte, devendo ser passada direto no peixe.
· O saquê que é uma bebida tipicamente japonesa deverá ser servida pelo seu companheiro de mesa, não é de bom tom servir a si próprio.
· Levante o copinho para receber a bebida apoiando-o com a mão esquerda e segurando-o com a direita.
· O copo de saquê deve sempre ficar cheio até o final da refeição.
· Para fazer um brinde o copinho deve ser esvaziado num só gole, sendo um sinal de hospitalidade e atenção.
· Rituais do chá, almoços e jantares são considerados momentos especiais de relaxamento e de distância do trabalho.
· Em algumas casas e restaurantes os sapatos devem ser retirados - as meias têm de estar perfeitas - e a refeição quase sempre é embalada por frases filosóficas sobre a vida ou por referências à natureza, e só valem assuntos positivos, animadores.
· O dinheiro para gorjeta e contas deve ser colocado em envelopes.
· Evite recusar o alimento oferecido e jamais deixe comida no prato.
· Comer sashimi com talher é motivo de chacota.
· À mesa é normal fazer barulho ao tomar a sopa ou comer macarrão, sendo um sinal que o prato está delicioso, mas arrotar é considerado extrema falta de educação!
Fonte: Jornal da Pampulha – Belo Horizonte, 06/09/08

6 comentários:

Luciana C disse...

A cultura japonesa é muito rica mesmo!!!!
Adoro, acho lindo!!!

Luiza Miranda disse...

Olá Luciana,
A cultura japonesa é muito mais, né?
Pena que não pude detalhar.
Ainda vou fazer uns blogs sobre etiqueta internacional e a bordo, hehehe.
Obrigada pela visita ilustre.
Luiza

Uma Brasileira nas Arábias disse...

Oi, Luiza!
Vim visitar seu blog por conta do recadinho lá no blog da Luciana C. Adorei e fico aguardando o post sobre chapéus. Eu adoro etiqueta! Vou sempre dar uma olhadinha por aqui! Bjs. Paty

Luiza Miranda disse...

Olá Paty,
Que maravilha receber sua visita, obrigada.
Estou escrevendo sobre chapéus sim, mas o texto ficou com quatro páginas e estou tentando diminuir...
Hoje devo fazer nova postagem...
Aguardo vc por aqui com muito carinho.
Bjs,
Luiza

forademoda disse...

Oi Luiza. muito obrigado pelo comentário no blog. Gostei muito desta matéria sobre comida japonesa. Num mundo corporativo globalizado, quanto mais sabemos dos costumes de outras culturas, menor a chance de grandes gafes.
Beijos
Oliveros

Luiza Miranda disse...

Olá Ricardo,
Fiquei muitíssimo feliz com sua ilustre visita e agradeço.
A cultura japonesa é muito mais rica, mas infelizmente temos que fazer pequenos comentários para postar.
Enalteço suas palavras sobre a importância da etiqueta internacional, embora a maioria das pessoas desconheçam a nossa etiqueta e existem muitas que ainda acham que é frescura!
Um grande abraço da fã,
Luiza