terça-feira, 15 de dezembro de 2009

AO PRESENTEAR

Um amigo comentou esses dias, sobre um presente que recebeu de amigo oculto, que não tinha nada a ver com ele.

Lembrei do post que fiz em dezembro de 2007 sobre presentes e resolvi relembrar devido à época ser propícia.

Seguem algumas considerações sobre presentes em geral:
• Receba o presente oferecido com elegância, mesmo que não tenha agradado, demonstre que gostou e nunca esqueça de agradecer.
• Tome cuidado ao presentear no trabalho, onde as relações são bastante delicadas.
• Lembre-se que dar uma lembrança para um colega de escritório é diferente de escolher algo para nossos amigos íntimos.
• Utilize a imaginação para fugir dos presentes convencionais, pois nem sempre o mais caro é o que agrada.
• Baseie no estilo e modo de vida do presenteado, pesquise e escolha algo original.
• Telefone ou envie um e-mail para agradecer pessoas intimas.
• Envie um cartão para agradecer clientes ou fornecedores.
• Ao presentear chefias o grau de intimidade é que determinará o que comprar.
• Evite dar um presente acima de suas posses porque pode soar de maneira ostensiva e obriga o presenteado a retribuir à altura.
• Capriche na embalagem, porque elas passarão uma boa impressão a quem recebe o presente.
• Respeito o valor instituído para o amigo oculto.
• Se o valor estipulado for muito alto para você, dê uma desculpa e fique fora da brincadeira sem perder o humor.
• Evite fazer comentários maliciosos ou piadas ao seu amigo oculto, pois os mesmos podem circular por toda a empresa.
• Evite presentes pessoais e roupa íntima.

• Se utilizar um cartão para acompanhar o presente seja afetuoso e criativo, evite frases banais e usuais.
. Presenteie com perfumes somente se souber o gosto pessoal.

SUGESTÕES DE PRESENTES
Para as mulheres
Bombons, lenços, êcharpes, porta-retratos, porta jóias, brincos, broches, pastas de trabalho, porta-cartões, carteiras, cintos, óculos escuros, objetos de decoração para casa e flores.

Para os homens
Relógios, camisas pólo, objetos de escritório, prendedores de papel, pesos para papel, espátulas para abrir cartas e caso a pessoa goste, poderá dar um bom vinho ou uísque.


Foto: www.imotion.com.br
Referências bibliográficas
RIBEIRO, Célia. Pode ou não pode? Revista Cláudia. Dezembro/1999.
MATARAZZO, Claudia. Presentear é uma arte com infinitas nuances. Revista Você S.A. Outubro/1998.
MATARAZZO, Claudia. Breve manual de sobrevivência às festas de fim de ano. Revista Você S.A. Novembro/1998.
LEÃO, Célia. Presente não é suborno, hein? Revista Você S.A. Dezembro/2003.

Nenhum comentário: