quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

CONSIDERAÇÕES SOBRE CASAMENTO I


Após os anos setenta, com o advento da pílula anticoncepcional e mudanças nos paradigmas da sociedade, houve maior abertura para os casais se unirem, abdicando do registro no cartório e da cerimônia religiosa, mas estes aparatos estão longe de findar.

Os casamentos continuam de vento em poupa e, para conseguir igreja e data na mesma, requer paciência e um bom planejamento. Sendo que as lojas também comemoram o sucesso de contarem com enorme quantidade de listas de presentes.

Cerimoniais e bufês surgem a todo o momento e as noivas enlouquecidas em contratar os serviços e profissionais, que são figuras fundamentais no grande dia.

O casamento está em alta e estará até o final dos tempos, mas muitos têm dúvidas quanto a alguns detalhes.

Dessa forma, segue abaixo, algumas considerações:
• Para quem almeja fazer um casamento balada, festa comandada por um DJ, que ostenta vestidos ousados para noiva e convidadas, dura a noite toda e termina com um pomposo café da manhã, deve ter atenção e cuidado quanto ao espaço ideal para os pais e os convidados dos mesmos, a fim de que estejam integrados ao evento.
• Para quem tem a oportunidade de se casar novamente a cerimônia deve ser diferente do primeiro casamento. No convite, os próprios noivos convidam, não é necessário adicionar os nomes dos pais.
Da mesma forma não haverá lista de presentes nas lojas e os convidados não são obrigados a presentear.
O noivo deve utilizar terno e a noiva um vestido elegante na cor preferida, menos branco. Para enfeitar a cabeça apenas arranjos ou flor.
Na festa podem constar bebidas de qualidade, bolo e bem casados, acompanhados de boa música.
• Os noivos que possuem casa montada e preferem dinheiro, ao invés de presente, é conveniente que não seja estipulado o valor e muito menos que seja impresso no convite.

Aguarde próximos posts sobre o assunto.

Referência bibliográfica: Kalil, Glória. Alô Chics. Ediouro. 2007

2 comentários:

Chácara Lafaiete Lazer & Buffet disse...

Olá, Luiza. Muito interessantes as suas observações. Só acrescentaríamos que, hoje em dia, o casamento campestre tem caído no gosto das nubestes, configurando-se uma boa opção, sem perder o glamour e requinte. O bom é que a noiva pode concentrar tudo em um só local: cerimônia (ao ar livre ou salão coberto) e a recepção, uma economia sem abrir mão da qualidade. Em BH e região metropolitana há vários espaços disponíveis, com excelente infraestrutura, como é o nosso caso. Abraços!

Luiza Miranda disse...

Olá,
Agradeço a visita e por seguir o blog.
Os comentários são muito bem vindos, pois acrescentam informações valiosas.
Como o formato de um post não deve ser muito extenso, fico meio limitada, mas já estou formatando outros sobre o assunto e futuramente sobre casamento campestre que sempre achei o must.
Gostaria muito de conhecer o espaço de vcs.
Precisando de algum apoio nos eventos, estou às ordens.
Abraços,